Presidente Executivo da FDC palestra no Tá na Mesa – Federasul

Lidar com pessoas é fundamental para o sucesso

Saber lidar com as pessoas é o passaporte fundamental para o sucesso, segundo o presidente-executivo da Fundação Dom Cabral, Wagner Furtado Veloso. O executivo falou sobre as tendências globais na educação executiva durante o Tá na Mesa, da Federasul, nesta quarta-feira (19) e explicou que não basta ter conhecimento técnico, é preciso também saber atrair e reter os melhores funcionários.
De acordo com Veloso, um dos diferenciais no mundo dos negócios é a sustentabilidade. “O tema veio pra ficar. Muitas empresas procuram a Dom Cabral em busca de solução na gestão ou porque querem preparar seus sucessores na administração”, reforça. Para Veloso um dos motivos de segurar tanta gente na Fundação é trabalhar princípios e valores. E isso, aliado ao conhecimento e inovação, com foco na qualidade, são algumas das tendências globais em educação executiva.
Com sede em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, a escola de educação em negócios tem 37 anos e conta atualmente com 44 professores de tempo integral para atender os 35 mil executivos que buscam ampliar conhecimentos e encontrar solução para problemas de gestão por meio dos diversos programas oferecidos pela organização. Somente em 2012, mais de 1400 empresas foram buscar esse atendimento especializado na FDC. Para Veloso, a procura por soluções pontuais ou em programas customizados é uma grande demanda da Fundação. “A maior parte dos programas são realizados fora dos nossos campus. Vamos onde a empresa definir”, explica.
Dentre os projetos oferecidos pela FDC, um deles, idealizado pelo Banco Goldman Sachs e voltado ao desenvolvimento de talentos empreendedores, vem demonstrando resultados surpreendentes. O “Dez mil mulheres empreendedoras no mundo” desenvolve atividades de educação executivas durante sete meses e é destinado a mulheres que não têm condições de frequentar uma escola de negócios. “No Brasil fomos escolhidos para fazer este trabalho com 800 empreendedoras em Belo Horizonte e Rio de Janeiro. E cada uma delas aumentou a receita em quatro vezes”, comemora. E já antecipa que a ideia é propor que o programa seja desenvolvido da mesma forma na América Latina e, futuramente, no Brasil.

 

Fonte:  Assessoria de Imprensa Federasul

http://www.federasul.com.br/noticias/noticiaDetalhe.asp?idNoticia=15199&CategoriaNome=Imprensa em 21/6/2013 às 11h

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.